segunda-feira, 19 de maio de 2008

Lá, no horizonte...

Ela olhava para o horizonte na certeza de que tudo estaria lá
Viajava na memória daquele tempo que já se foi

Não enxergava nada naquele vazio de lembrança
E a lágrima lhe fazia companhia todas as noites

Era tão triste viver na saudade
Mas ela tinha certeza que tudo estaria lá, no horizonte

2 comentários:

Preta disse...

pior deve ser qnd nem o horizonte tem mais esperança.

ronald disse...

oi moranguinho....


eu não entendo nada do que tu escreve... mas uma coisa eu sei... a reciproca é verdadeira... ha ha ha ha ha ha

bjim